12/10/06

sair dos arrumos


Não é o mesmo que "sair do armário" é só sair dos arrumos.
Vou contar algo que só contei à minha esposa.
Até há pouco tempo sempre pensava que era um freak, algo de aberração num gosto único e estranho que tinha ou ainda tenho.
Lembro muito bem que fazia-o sem ninguém perceber em casa dos meus pais.
Foi numa conversa com um familiar da parte da minha esposa, que descobri que ele também tinha o mesmo gosto, e logo de seguida, li no jornal gratuito na viagem de metro para o trabalho que uma pessoa famosa (Wayne Rooney) padecia do mesmo, e foi ai então que relaxei.
Sem mais demoras, eu passo a explicar...
Gosto do som de aparelhos eléctricos em funcionamento! Sim, é verdade!
Sinto uns arrepios que me dá uma espécie de conforto, um pouco calmante até.
O aparelho principal é o aspirador, Uiii! Cá bom! Quando alguém tira-o dos arrumos começa aspirar a casa num domingo de tarde. Tento os possíveis para estar deitado na cama como se fosse adormecer. O mesmo acontece com secadores, ou ventoinhas para o verão ou com radiadores no inverno. Nos dias de hoje já não o faço com tanta frequência, e não me considero viciado, o mesmo não posso dizer do jogador da bola inglês, que destrói secadores dos quartos dos hotéis onde pernoita devido ao uso excessivo.
Se há alguém ai neste mundo de blogues que sente o mesmo mas não tem coragem de assumir, não espere, saía dos arrumos ou dispensa, tanto faz!
Eu já me sinto melhor depois deste desabafo.
Enviar um comentário