16/05/08

ofensa


Nestes últimos tempos ando repara que as pessoas ficam ofendida por tudo e por nada.
É verdade que aqui no Porto e arredores, ouve-se mais palavrões que em qualquer lado, mas acreditem, nem todos são com o intuito de magoar alguém. O poder da ofensa é algo inventado pelo ser humano. Que injuria será quando as pessoas dizem a outras "ide-vos foder a todos"? O que fazem estas palavras perder a cabeça de quem as ouve? Ondas sonoras passeiam pelo ar, entram pelo ouvido, vibram o tímpano, codifica em sinais para o cérebro e...?
O que acontece no cérebro que obrigue a pessoa ir junto da pessoa que disse a ofensa, e lhe pregue um banano na cara, aplicando dor física no outro, ao ponto de lhe fazer sair sangue do nariz?
Considero que o uso das palavras para magoar alguém a invenção mais parva de sempre.
Exemplo: "Seu paneleiro!"
Ora, se não sou homossexual, porque raio devia levar estas palavras a sério? E se fosse homossexual seria uma constatação certeira.

"Além das palavras de raiva e chateação ditas no calor do momento, os palavrões têm bastante efeito nas interações sociais. No passado, pesquisadores achavam que os homens xingavam para se sentirem mais machos e as mulheres, para ficarem mais parecidas com eles. No entanto, estudos mais recentes mostram que as mulheres xingam em parte para imitar mulheres que admiram."
Enviar um comentário