09/03/08

seu #%=+*&€$>

Quem foi o gajo que que disse que a partir de certo momento que as palavras como vaca, puta, cabrão, merda, cagalhão, cona, picha e muitas mais, passariam a ser ofensa e algo de muito mau, tão mau que nem deveria estar a escrever aqui no blog.

Imaginemos:
-"Olha, aqui está esta senhora que eu odeio e quero ela se sinta mal pelo que lhe vou dizer... Hum! A senhora é uma...VACA. isso! uma vaca, sua vaca!
ou
-"Este homem roubou-me a minha mulher e vou ter que dizer algo que o provoque ao ponto de ficar furioso comigo como... Avestruz de suor? Não, não. Caranguejo de cuspo! Também não. Pardal de caspa, ou formiga de urina. Já sei! Já sei! Seu Cabrão de merda! ah! apanhei-o. Porque tem cornos e cheira mal.

Quem decide que uma palavra deve se tornar obscena ou ofensa?
Pelo que parece não há grande justificação lógica, e será que já se inventou os palavrões todos? Já não há mais para inventar, sei lá. Que tal seu... câmara de ovo estrelado? Quê, forte de mais?

E que tal sua zorgonesfera?
Enviar um comentário