10/04/06

é no meio que esta a virtude


As famosas torradas de pão de forma nos cafés deste país fora podem provocar uma zanga entre casal.
Quando se pede uma torrada num café, o mais normal é ser servido por duas fatias largas de pão de forma passado na torradeira e depois pincelado por manteiga previamente derretida para melhor absorção, e só depois é cortado em 3 partes com dois golpes.
E como qualquer refeição normal, tentamos guardar o melhor sempre para o fim (como a sobremesa), o mesmo se passa com as 3x2 tiras de fatias do pão. E como as 2 fatias do meio tem mais manteiga e menos côdea, sabem bem melhor que as outras 4.
O problema está quando estamos a comer 1º as outras piores a nossa cara-metade (que não pediu torrada) decide pedir um bocadinho, e leva-nos aquela ou aquelas que mais queríamos.
O ritual de comer 4 fatias mais duras e com menos manteiga é como lutar por algo de melhor no fim, "passar barreiras" para chegar ao que mais gostamos, que acabamos por dar mais valor às duas últimas fatias.
mas.... Chegar ao fim das 4 "barreiras" e não haver "prémio"... Grrrrrrrr! Deixa qualquer um "piurso"

Ainda há gente que pede a mesma torrada "aparada" da côdea, isto é, mandam tirar já a côdea antes de vir para a mesa.
Ora, está errado assim não há "barreiras" para dar o valor às fatias finais.
Enviar um comentário